Viagens Agendadas
  ESTÂNCIAS PATAGÔNICAS (6D-5N)
Preços por pessoa
  • 2 passageiros USD$ 3.795
  • 3 passageiros USD$ 3.395
  • 4-8 passageiros USD$ 3.095
  • Adicional para ficar sozinho USD$ 415
  • Adicional de 50% quando há necessidade de um passageiro ficar no quarto sozinho.
Datas de saída
Veja as datas e espaços disponíveis e junte-se ao grupo!
Reserve esta viagem

Como posso pagar?
Download do itinerário em PDF
 
Nível de Dificuldade
Desafiadora
Duração da viagem
6 Dias/5 Noites
Início/Fim
Punta Arenas (PUQ), Chile 
Atividades
Personalize esta viagem
Continue viajando
OBSERVAÇÃO DE BALEIAS (3D/2N)(WW)

Envie esta viagem por e-mail
 

Dia 1:Transfer de Punta Arenas à Estância Terceira Barranca. Recomendamos que você pegue o primeiro vôo de Santiago para Puna Arenas (4 horas), sobrevoando a Cordilheira dos Andes e observando os gigantescos Campos de Gelo Continental. A partir de Punta Arenas um transporte privado o levará até a Estância Tercera Barranca. A Chile Nativo oferece esse transporte a partir do aeroporto de Punta Arenas ou também podemos buscá-lo em seu hotel na cidade. Ao deixar a cidade de Punta Arenas, poderemos observar o Estreito de Magalhães e a ilha da Terra do Fogo. Essa viagem cruza imensas áreas de pampas e estâncias, com chances de ver alguns dos animais típicos da região como guanacos e emas (nhandú). Passaremos pela cidade de Puerto Natales, de hábitos portuários e rodeada por grandes montanhas, para em seguida entrar em uma estrada de rípio até a Estância Tercera Barranca, um exemplo típico de estância da região, com vista privilegiada dos picos das Torres del Paine, que dão dome ao maciço.
(5 horas de transporte privado) (J) (Pernoite na Estância Tercera Barranca)


Dia 2:Cavalgada à cachoeira Salto Las Chinas No estábulo vamos encontrar nosso baqueano (cowboy local) e partir rumo ao Leste em direção ao Maciço Paine, cruzando as estepes Patagônicas encontradas nessas terras planas e semi-áridas, de clima frio e precipitação anual abaixo de 400mm (equivalente a dois meses de chuva no verão de São Paulo). Após 3 horas de montaria chegaremos à cachoeira “Salto Las Chinas”, lugar perfeito para almoçarmos e descansar os cavalos. Depois do almoço retornaremos por outro caminho ao nosso aconchegante rancho para curtir a noite em frente à lareira, tomando Pisco sour e saboreando o famoso churrasco de cordeiro Patagônico.
(6-7 horas de montaria) (C-BL-J) (Pernoite na Estância Tercera Barranca)


Dia 3:Cavalgada à Estância Lazo Hoje vamos cavalgar em direção ao sul contornando a fronteira do Parque Nacional Torres del Paine. No caminho teremos ótimos pontos de observação das torres e do Lago Sarmiento, que faz a divisa do parque com áreas privativas. O almoço será às margens deste lago que é o maior dentro dos limites de Torres del Paine, enquanto observamos sua formação calcária fixada nas margens. Em seguida atravessaremos bosques e contornaremos pequenos lagos até a Hosteria Lazo, mudando o ângulo de vista das montanhas agora mostrando a face sul do maciço. Esta simpática hosteria faz parte da Estância Lazo, bastante tradicional na criação de gado há mais de um século. Além da vista da Laguna Verde com o maciço ao fundo, a hosteria conta com quartos bastante confortáveis e áreas comuns em estilo country.
(7-8 horas de montaria, 45 minutos de transfer privado) (C-BL-J) (Pernoite na Estância Lazo)


Dia 4:Cavalgada ao Rio Serrano Começamos a cavalgar por uma majestosa floresta nativa (nothofagus), contornando pequenos lagos com a incrível vista do Maciço Paine e redondezas. Atingiremos o ponto mais alto do dia com ótimas oportunidades de fotografar o Rio Paine desaguando no Lago Toro (o maior da região). Aproveitaremos a vista para almoço e descanso. A partir deste ponto iniciamos a descida até o centro administrativo do parque, onde passaremos duas noites às margens do Rio Serrano, com a vista privilegiada para os “Cuernos del Paine”.
(4-5 horas de montaria) (C-BL-J) (Pernoite no Hotel Rio Serrano)


Dia 5:Cavalgada ao Lago Grey e Navegação em frente ao Glaciar Grey Hoje vamos cavalgar em direção ao Lago Grey, atravessando extensos pampas e uma ponte sobre o Rio Grey até atingirmos um mirante com magnífica vista para o lago e seus icebergs. O lago Grey é alimentado pelo glaciar de mesmo nome que faz parte do Campo de Gelo Continental Sul, a terceira maior reserva de água doce do planeta. Diariamente as enormes paredes do glaciar se desprendem no lago dando origem a inúmeros icebergs de tons azul turquesa únicos. Nosso almoço será servido admirando esta paisagem inesquecível. Após o almoço vamos embarcar num passeio que nos leva a poucos metros das paredes do Glaciar Grey. Antes de embarcar passamos por uma pequena e antiga floresta onde é possível observar pica paus e os pequenos periquitos austrais. Navegaremos por três horas entre os icebergs azuis turquesa e até a enorme parede frontal do glaciar, com boas chances de observar grandes blocos caindo na água. O caminho de volta oferece boas vistas do Paine Grande com seus impressionantes glaciares azuis a mais de 2.000 metros de altura. Retornamos ao Hotel Rio Serrano para a última noite no parque.
(4-5 horas de montaria, 40 minutos de caminhada, 3 horas de barco, 30 minutos de transporte privado) (C-BL-J) (Pernoite no Hotel Rio Serrano)



Dia 5:Transfer Punta Arenas
Após o café da manhã um transporte privativo o levará de volta a Punta Arenas. Seu voo deve partir às 14h ou depois disso. Se decidir ficar mais alguns dias em Punta Arenas ou Puerto Natales, nosso transporte o deixará na porta de seu hotel.
(5 horas de transporte privado) (C)


SOBRE O ITINERÁRIO
A programação descrita acima está sujeita a alterações em função das condições climáticas ou fatores inesperados que fogem ao nosso controle, embora nós sempre fazemos o máximo esforço, dentro dos padrões de segurança, para não alterá-la.

 

Estancia Mirador Del Payne

Localizada nos limites do parque, a Hostería Mirador del Payne faz parte da estância Lazo, uma pequena fazenda de gado do século passado. Este lugar oferece magníficas vistas de todo o Maciço Paine e da Laguna Verde.

Os quartos são muito confortáveis e a sede foi reformada recentemente, sem perder contudo o estilo rústico e aconchegante.

Hotel Rio Serrano

Estrategicamente localizado nas margens do rio Serrano e nos limites do Parque Torres del Paine, este hotel oferece aos clientes uma vista panorâmica, privilegiada e inesquecível de todo o Maciço Paine! Com 92 quartos (26 standard e 66 superiores) todos com banheiro privativo, aquecimento central e telefone, este é um hotel refinado, confortável e aconchegante. Rodeado de uma natureza maravilhosa, o hotel também oferece uma grande área aquecida, com poltronas e televisão, uma atmosfera traquila onde você pode passar um fim de dia relaxante ou simplesmente admirar a paisagem.

No trip detail associated for this trip.
Amazing horseback riding experience and the trip of a lifetime!
 
Chile Nativo helped bring our Patagonia experience to life. Their organization is full of wonderful, energetic people with a passion for the land. We had an amazing experience and the trip of a lifetime!

We booked a 4-day backcountry horseback riding trip with Chile Nativo. It was an amazing experience. Our guides, our accommodations, our food, and the overall experience was incredible. Tatiana was our guide and Luis was our driver. Both were wonderful people. Tatiana has a rich knowledge of the region, and shared with us about the mountains, the animals, the terrain, and the culture.

 
Mikhail
January 2016
........................................
 
Riding with my daughter
 
“Mom, let’s do a mother-daughter horse trip in Patagonia,” my 20-year-old e-mailed me from Santiago, Chile during her semester abroad. I thought she was nuts. At 53 years old, I had serious doubts that my aging hips would survive a horseback trip in rugged mountains at the end of the earth. My daughter was insistent. “You can do it, mom,” she said. I finally caved in, bought a big bottle of Iboprofen, and agreed. But then I was faced with the daunting question of how to arrange a horse trip in Patagonia — which is thousands of miles and another language away from my home in Milwaukee, Wisconsin.

Based on a recommendation from the Rough Guide to Chile travel book, I contacted ChileNativo. I also searched the Internet and contacted several other outfitters. From the beginning, ChileNativo was the most responsive and flexible. Especially important, given the meat-centric nature of Patagonia, ChileNativo was unfazed by my daughter’s vegetarianism. Today, four months after first contacting ChileNativo and two weeks after returning from my once-in-a-lifetime, 8-day horseback trip in Patagonia, I have nothing but good to say about ChileNativo.

If you’re reading this website, you don’t need testimonials about Patagonia’s magic vistas and awe-inspiring scenery. But you may have doubts on choosing an outfitter. I found that ChileNativo delivered all that it promised — and more.

Our guide, Andre, was responsible, knowledgable and wonderfully bilingual, with an infectious smile and good humor. Much to my surprise and delight, he was also a gourmet cook who, among other things, appreciates fresh-brewed coffee in the morning rather than Chile’s ubiquitous Nescafe packets. And instead of dry, tasteless sandwiches for our box lunches, we were treated to home-made bread, fresh avocadoes, tomatoes, goat cheese with herbs, salmon, chicken breast, mango juice and chocolates. Dinners were equally superb.

And then there was the horse ride: magnificent horses and even more magnificent “baqueanos” (cowboys) accompanying us — especially the incomparable Manual. It goes without saying there is also the ever-changing yet always breath-taking terrain, from pampas to forests, glaciers, crystal clear lakes and the mountains of Torres del Paine. I shall never forget our first full-throated gallop across the pampas, the ground disappearing beneath us as if in a fast-forward movie. (And then there was the time when my horse decided to jump over the mud rather than walk through it…)

Even now, weeks later, I laugh in amazement at all that we did and how this desk-bound mother from the dairy state of Wisconsin survived her fantasy as a cowgirl adventurer. My enduring thanks to Andre, Gonzalo, Manual, and Oleman. And last, but not least, thanks to Angelo, who makes the best campside “flaming banana” I have ever had in my life and who returned my daughter safe and sound from a night of disco-hopping and dancing in Puerto Natales. — Barbara Miner, Milwaukee, Wisconsin, U.S.A., November 2004 (e-mail: barbaraminer@ameritech.net)

 
Barbara Miner
November 2004
........................................
 
 
Copyright © 2001 - 2017 ChileNativo.travel - All rights reserved | Site Map
Web site design by Media Tools Ltda. & dynamized by Informatic

CUSTOM TRIPS
Tailor Made - Viajes a Medida - Voyage à la carte

LANGUAGE
Patagonia trips - Viajes a Patagonia - Voyages en Patagonie

ACTIVITIES

Locations