Viagens Agendadas
  ESTÂNCIAS E GLACIARES (8D/7N)
Preços por pessoa
  • 2 passageiros USD$ 3.995
  • 3 passageiros USD $ 3.595
  • 4-8 passageiros USD$ 3.195
  • Adicional para ficar sozinho USD$ 350
Datas de saída
Veja as datas de saída e junte-se ao grupo
Datas de saída
Reserve esta viagem

Como posso pagar?
 
Nível de Dificuldade
Moderada
Duração da viagem
8 Dias/7 Noites
Início/Fim
Punta Arenas (PUQ), Chile 
Atividades
Personalize esta viagem
Continue viajando
CIRCUITO W RÁPIDO TORRES DEL PAINE(3D/2N)

OBSERVAÇÃO DE BALEIAS (3D/2N)(WW)

Envie esta viagem por e-mail
 
Dia 1: Recomendamos que você pegue o primeiro vôo de Santiago para Puna Arenas (4 horas), sobrevoando a Cordilheira dos Andes e observando os gigantescos Campos de Gelo Continental. A partir de Punta Arenas um transporte privado o levará até a Estância Las Chinas. A Chile Nativo oferece esse transporte a partir do aeroporto de Punta Arenas às 15:00h, que corresponde à chegada do vôo LAN número LA285, ou também podemos buscá-lo às 14:30h em seu hotel na cidade. Ao deixar a cidade de Punta Arenas, poderemos observar o Estreito de Magalhães e a ilha da Terra do Fogo. Essa viagem cruza imensas áreas de pampas e estâncias, com chances de ver alguns dos animais típicos da região como guanacos e emas (nhandú). Passaremos pela cidade de Puerto Natales, de hábitos portuários e rodeada por grandes montanhas, para em seguida entrar em uma estrada de rípio até o vale Las Chinas. Nosso destino final é a Estância Tercera Barranca, um típico rancho da região, que oferece uma vista maravilhosa para as famosas torres de granito que dão nome ao parque.
(5 horas de transporte privado) (J) (Pernoite na Estância Tercera Barranca)

Dia 2: Pela manhã, após um café típico dos ranchos da região, encontraremos o nosso baqueano (cowboy local), que nos acompanhará por todo o percurso. Escolhemos os cavalos e saímos para uma volta na Serra Contreras. Nosso baqueano nos guiará pela uma paisagem típica Patagônica, uma vasta e ampla área também chamada de Pampas, aos pés da Serra Contreras. Neste maravilhoso cenário teremos a chance de observar animais, como o guanaco, e algumas aves. O caminho começa a ficar inclinado ao nos aproximarmos da serra, e a vista do vale las Chinas e das Torres del Paine vai ficando ainda mais bonita. No ponto mais alto do nosso passeio paramos para fazer um pic-nic gourmet e descansar os cavalos. Em seguida voltamos à aconchegante estância para mais uma noite de descanso, observando o céu Patagônico e degustando pisco sour em volta da lareira.
(6-7 horas de cavalgada) (C-BL-J) (Pernoite na Estância Tercera Barranca)

Dia 3: Hoje vamos cavalgar em direção ao sul atravessando todo o Vale Las Chinas. As primeiras horas são de estepes Patagônicas predominantemente planas e com alguns platôs, o clima é semi-árido e frio, com uma precipitação anual de 400mm. Em cinco horas de montaria chegaremos a Laguna Azul, localizada nos limites do Parque Torres del Paine, e com uma vista espetacular das torres que dão nome ao parque. Neste ponto deixaremos os cavalos e pegaremos um transfer até a área de administração do parque, onde vamos acampar as margens do rio Serrano e com a vista surpreendente dos “Los Cuernos”.
(6-7 horas de montaria, 30 minutos de transfer privado) (C-BL-J) (Pernoite no Camping Serrano)

Dia 4: Após um generoso café da manhã no camping, vamos cavalgar até o mirante do Lago Grey. Atravessaremos grandes pampas que oferecem ótimas oportunidades de galopar. Chegando ao rio Grey vamos entrar por um caminho estreito com incríveis vistas das montanhas e das águas verde esmeralda do Lago Pehoé. A partir deste ponto seguimos por uma trilha acidentada até finalmente chegarmos ao mirante do Lago Grey, uma extraordinária vista pois este lago sempre está com icebergs que se desprenderam do glaciar Grey, que faz parte do Campo de Gelo Continental Sul. Este campo de gelo é a terceira maior reserva de água doce do mundo. Nosso lanche será servido com esta incrível paisagem ao fundo. Voltamos pelo mesmo caminho até o nosso acampamento, com mais oportunidades de galopes pelos pampas.
(7 horas de montaria) (C-BL-J) (Pernoite no Camping Serrano)

Dia 5: Hoje vamos levantar acampamento e seguir em direção ao sul, atravessando do Rio Serrano para chegar à Fazenda Aniceto Astorga. Lá vamos escolher novos cavalos para continuar a jornada. Desta vez seguiremos por um vale pouco conhecido nos limites do Parque Torres del Paine. Cruzaremos diversos riachos e seguiremos atravessando paisagens deslumbrantes com muitos lagos, áreas alagadas e diversas vistas para o Maciço Paine e para os últimos glaciares do Campo de Gelo Continental Sul. O dia termina nas margens do belo Lago Brush, onde montaremos acampamento e faremos um tradicional churrasco de cordeiro Patagônico.
(10 minutos de transporte privado, 4 horas de montaria) (C-BL-J) (Pernoite no Camping Lago Brush) (Neste camping não há chuveiros, mas o visual compensa!)

Dia 6: Após o café da manhã partimos em direção ao Parque Nacional Bernardo O’Higgins. Durante o percurso vamos atravessar uma imponente floresta úmida seguindo o rio Serrano até este desembocar no Canal da Última Esperança. De frente para o belo canal está a Hostería Balmaceda, com uma incrível vista para o glaciar Serrano, onde passaremos a noite.
(5 horas de montaria) (C-BL-J) (Pernoite na Hostería Balmaceda)

Dia 7: Começamos o dia navegando pelo Canal da Última Esperança, passando bem perto das enormes paredes do glaciar Serrano e aos pés do monte Balmaceda com 2.148 metros. Aqui paramos para uma caminhada fácil e rápida com objetivo de observar bem de perto o glaciar e a magnitude de sua extensão. De volta ao barco, navegaremos pelos canais cercados de vegetação densa e alguns glaciares até a cidade de Puerto Natales. Antes de irmos ao hotel, faremos um último jantar de despedida.
(45 minutos de caminhada, 3 horas de navegação) (C-BL) (Pernoite no Amerindia Hostel ou similar)

Dia 8: Um transporte privado o levará de volta a Punta Arenas, deixando-o no aeroporto em tempo para pegar o vôo de volta a Santiago, ou no hotel escolhido para passar mais uma noite em Punta Arenas.
(3 horas de transporte privado) (C)

Sobre o itinerário:
A programação descrita acima está sujeita a alterações em função das condições climáticas ou fatores inesperados que fogem ao nosso controle, embora nós sempre fazemos o máximo esforço, dentro dos padrões de segurança, para não alterá-la.

 

Acampamento Chile Nativo

Oferecemos aos nossos passageiros barracas quatro estações “North Face VE 25” com capacidade para três pessoas, porém utilizamos em duplas para maior espaço interno e conforto. Além disso nossos acampamentos contam com uma grande tenda Mountain Hardware para as refeições, quando os grupos são superiores a seis pessoas, e quando é possível montá-la.

Hostería Balmaceda

O lugar perfeito para descansar e contemplar. A hostería oferece 16 quartos aconchegantes, todos com banheiros privativos, sala de café da manhã e jantar com grelhados. Tudo isto é cercado por uma paisagem inesquecível: densas florestas, canal da última esperança, glaciar Serrano e o monte Balmaceda.

Pousada Amerindia

Esta simpática, simples e confortável pousada funciona desde 2006 oferecendo apartamentos para uma, duas ou três pessoas, aquecedor, café da manhã e cafeteria. Além disso a pousada conta com sinal de internet wifi e alguns computadores para uso dos hóspedes. Sua localização privilegiada está a duas quadras da praça central e a uma quadra da avenida costanera.

INCLUSO
  • Todos os transportes privados mencionados
  • Cavalos e selas
  • Capacetes, luvas e bolsas de couro
  • Todas as refeições indicadas (C: café da manhã, BL: Box Lunch, J: jantar)
  • Taxa de entrada para o Parque Nacional Torres del Paine
  • Taxa de entrada para o Parque Nacional Bernardo O’ Higgins
  • Duas noites na Estância Tercera Barranca (quartos duplos standard)
  • Três noites em acampamento da Chile Nativo utilizando barracas quatro estações “North Face VE 25” com capacidade para três pessoas, porém utilizamos em duplas para maior espaço interno e conforto
  • Uma noite na Hostería Balmaceda (quartos duplos standard)
  • Caminhada para observação do glaciar
  • Navegação da Hostería Balmaceda até Puerto Natales
  • Uma noite no Hotel Weskar Lodge, em Puerto Natales ou similar (quartos duplos standard)
  • Guia (inglês e espanhol)
  • Baqueano (cowboy local)

NÃO INCLUSO
  • Vôos para Santiago e Punta Arenas
  • Noites adicionais
  • Despesas médicas
  • Seguros
  • Despesas pessoais
  • Sacos de dormir e colchonetes
  • Almoço nos dias 1 e 8
  • Jantar no dia 7
  • Bebidas alcoólicas e não-alcoólicas, exceto para as bebidas inclusas em alguns menus
  • Gorjetas para o guia

CLIMA

A Patagônia Chilena é famosa por suas condições climáticas imprevisíveis. É comum experimentarmos as quatro estações em um único dia e por este motivo devemos estar preparados. O vento é o fator mais preocupante durante a primavera e o verão, podendo atingir até 100km/h. A temperatura durante o verão (Dez a Mar) varia entre 4ºC e 20ºC durante o dia mas pode cair abaixo de 0ºC durante a noite. Entre os meses de Abril e Outubro a temperatura cai ainda mais, contudo aumenta a probabilidade de dias mais estáveis e menos vento. A temperatura da água é de 4ºC.


Exelentes profissionais
 
Quero em nome do nosso grupo agradecer o atendimento e o profissionalismo com que você preparou tudo e a atenção do Cristian e do Ivan ; exelentes profissionais.
Todos sem exceção, adoraram os passeios. Espero que possamos repetí-lo em breve no próximo ano. Talvez você tenha alguma sugestão semelhante, nos mesmos moldes.Se tiver, por favor nos envie.Se me permitir uma sugestão, gostaria de fazê-la , isto é , podermos ajudar na cozinha; e até fazermos alguns pratos. É que no nosso grupo 2 pessoas gostam de cozinhar ( apesar das refeições estarem irrepreensíveis;congratule o cozinheiro) , é que temos prazer em cozinhar,principalmente na situação em que estávamos em Las Chinas.

 
Hilton Porto
November, 2009
........................................
 
Mother Nature’s best work...Patagonia
 
Patagonia has a grand beauty, a magical quality that stole away the part of my brain reserved for thoughts of the greatest place on earth. The only disappointment with my visit is that it was MUCH too short. I would be content to explore the enchantment of this harsh and beautiful land through all the seasons. If you are a person that likes to be entertained by the unpredictable challenges of nature, and to spend time responding to the glory of watching the day go by in a spectacular display of Mother Nature’s best work...Patagonia is the place for you. I could spend a lifetime without boredom watching the days roll by in Las Chinas Valley. My few short days in Patagonia were like a tiny taste of my favorite food after a long hike, temptation without fulfillment. I must go back someday.

Chile Nativo has got it right. From the early stages of research and planning my trip, I recognized that the staff was professional, knowledgeable, and excited to allow the wayward traveler an opportunity to glimpse the life and land of Patagonia. Their respect for the environment, wildlife, local lifestyles, and history of the region is obvious. Their respect for the traveler is also apparent. (They demonstrated the flexibility to accommodate our small group of 3 people, all with different interests. THAT is an accomplishment!)
I could not be more impressed by the efforts of a travel company anywhere in the world!
I send many thanks to all the staff at Chile Nativo for your thoughtful considerations of our needs. I appreciate your patience with my many questions. Thank you for waiting for me when I wandered down a path in the woods and found a beach, a lake, and a magnificent iceberg. The experience captured me, and I could have stayed all day… sorry you had to wait! Thank you for the brief introduction to a true wonder of the world called Patagonia. Thank you for your efforts to observe and preserve a most precious piece of the world. Thank you for the opportunity to visit Las Chinas Valley, which might very well be the most perfect place to ride horses that I will ever see in this lifetime. Thank you for being available to a first time visitor to Patagonia.

I left a piece of my heart in Patagonia; the rest wants to go back and learn more about the lifestyles of local people, the geology and biology of the area, the politics and preservation efforts of Torres del Paine. Best of luck, and “good times” to everyone at Chile Nativo. I will recommend your company to anyone and everyone who hopes to visit Patagonia!

 
Nancy Tuttle
December 2008
........................................
 
Estancias, Glaciers & Pisco Sours!
 
Travelling as a group of 6 friends of varying horse-riding abilities, we highly enjoyed our week in Patagonia. Chile-Nativo made arrangements which accommodated all speeds and included, for some, a day off the horses for those who needed a break from the saddle. Our horses were wonderful; tough and hardy but very responsive with admirable stamina and endurance.

The baquenos were friendly and helpful, the tack comfortable and the horses well cared for. We were also pleased to spot deer, fox, skunk, condors, guanaco and nandu amongst the wildlife - if not the elusive puma! The organisation and logistics were on spot, the food and drinks were delicious and, of course, the scenery was fantastic. The variety of landscapes we rode over left us with marvellous memories of the rolling hills on the estancias, rugged icy mountain peaks, glaciers and rocky forested hills.

Although we never caught a salmon at Brush Lake our lamb BBQ was superb and the location magnificent. Our Zodiac ride to the Serrano glacier and penguin spotting trip rounded off the trip nicely and left us very sad to have to leave. A highly recommendable holiday, we felt very well looked after by our guides.

 
Kotska Wallace
November 2007
........................................
 
Riding with my daughter
 
“Mom, let’s do a mother-daughter horse trip in Patagonia,” my 20-year-old e-mailed me from Santiago, Chile during her semester abroad. I thought she was nuts. At 53 years old, I had serious doubts that my aging hips would survive a horseback trip in rugged mountains at the end of the earth. My daughter was insistent. “You can do it, mom,” she said. I finally caved in, bought a big bottle of Iboprofen, and agreed. But then I was faced with the daunting question of how to arrange a horse trip in Patagonia — which is thousands of miles and another language away from my home in Milwaukee, Wisconsin.

Based on a recommendation from the Rough Guide to Chile travel book, I contacted ChileNativo. I also searched the Internet and contacted several other outfitters. From the beginning, ChileNativo was the most responsive and flexible. Especially important, given the meat-centric nature of Patagonia, ChileNativo was unfazed by my daughter’s vegetarianism. Today, four months after first contacting ChileNativo and two weeks after returning from my once-in-a-lifetime, 8-day horseback trip in Patagonia, I have nothing but good to say about ChileNativo.

If you’re reading this website, you don’t need testimonials about Patagonia’s magic vistas and awe-inspiring scenery. But you may have doubts on choosing an outfitter. I found that ChileNativo delivered all that it promised — and more.

Our guide, Andre, was responsible, knowledgable and wonderfully bilingual, with an infectious smile and good humor. Much to my surprise and delight, he was also a gourmet cook who, among other things, appreciates fresh-brewed coffee in the morning rather than Chile’s ubiquitous Nescafe packets. And instead of dry, tasteless sandwiches for our box lunches, we were treated to home-made bread, fresh avocadoes, tomatoes, goat cheese with herbs, salmon, chicken breast, mango juice and chocolates. Dinners were equally superb.

And then there was the horse ride: magnificent horses and even more magnificent “baqueanos” (cowboys) accompanying us — especially the incomparable Manual. It goes without saying there is also the ever-changing yet always breath-taking terrain, from pampas to forests, glaciers, crystal clear lakes and the mountains of Torres del Paine. I shall never forget our first full-throated gallop across the pampas, the ground disappearing beneath us as if in a fast-forward movie. (And then there was the time when my horse decided to jump over the mud rather than walk through it…)

Even now, weeks later, I laugh in amazement at all that we did and how this desk-bound mother from the dairy state of Wisconsin survived her fantasy as a cowgirl adventurer. My enduring thanks to Andre, Gonzalo, Manual, and Oleman. And last, but not least, thanks to Angelo, who makes the best campside “flaming banana” I have ever had in my life and who returned my daughter safe and sound from a night of disco-hopping and dancing in Puerto Natales. — Barbara Miner, Milwaukee, Wisconsin, U.S.A., November 2004 (e-mail: barbaraminer@ameritech.net)

 
Barbara Miner
November 2004
........................................
 
 
Copyright © 2001 - 2017 ChileNativo.travel - All rights reserved | Site Map
Web site design by Media Tools Ltda. & dynamized by Informatic

CUSTOM TRIPS
Tailor Made - Viajes a Medida - Voyage à la carte

LANGUAGE
Patagonia trips - Viajes a Patagonia - Voyages en Patagonie

ACTIVITIES

Locations